Folclore

Cantigas de Ninar do Folclore


As Cantigas de Ninar do folclore brasileiro, não tem origem conhecida, mas sempre estão presentes.

As canções de ninar ajudam as crianças a construir um sentimento de segurança. Além disso, favorecem o desenvolvimento psicomotor e a coordenação corporal e estimulam a aquisição da linguagem.

Os benefícios das canções de ninar para os bebês são numerosos. É uma maneira de oferecer amor e prepará-los para a vida. Quando as mães cantam, o vínculo afetivo entre elas e os filhos é reforçado. Os bebês sentem o carinho e a relação de dependência emocional que tanto os ajudará durante as primeiras fases da vida.

Veja também: Atividades sobre o FOLCLORE.

Cantigas de Ninar do folclore

Sabendo da importância e benefícios, listamos a seguir algumas das Cantigas de Ninar do folclore brasileiro, veja:

Boi da Cara Preta

Boi, Boi, boi
Boi da cara preta
Pega essa menina
Que tem medo de careta

Boi, Boi, boi
Boi do Piauí
Pega esse menino
Que não gosta de dormir

Sapo-cururu

Sapo Cururu na beira do rio
Quando o sapo grita, ó Maninha, diz que está com frio
A mulher do sapo, é quem está lá dentro
Fazendo rendinha, ó Maninha, pro seu casamento

Nana neném

Nana neném
Que a Cuca vem pegar
Papai foi na roça
Mamãe foi trabalhar

Nana neném
Que a Cuca vem pegar
Papai foi na roça
Mamãe foi trabalhar

Boi, boi, boi
Boi da cara preta
Pega esse menino
Que tem medo de careta

Boi, boi, boi
Boi da cara preta
Pega esse menino
Que tem medo de careta

Bicho papão, sai de cima do telhado
E deixa este menino dormir sossegado

Bicho papão, sai de cima do telhado
E deixa este menino dormir sossegado

Cantigas de Ninar do folclore (Variadas)

“Acordei de madrugada,
Fui varrer a Conceição,
Encontrei Nossa Sra
Com seu raminho na mão.
Eu lhe pedi um raminho,
Ela me disse que não,
Eu lhe tornei a pedir,
Ela me deu seu cordão.
Numa ponta Sto Antônio,
Noutra ponta São João,
No meio Nossa Sra
Com seu lencinho na mão.
Cala a boca, iaiazinha,
Que seu pai já vem já,
Já foi buscar timão de seda,
forrado de tafetá. ”

“Boi, boi, boi
boi da cara preta
pega este menino
que tem medo de careta
Não, não, não
não coitadinho
ele está chorando
mas é tão bonitinho. ”

“Tutu sossegue,
vá dormir seu sono
está com medo diga
qué dinheiro tome. ”

“João Curutu
detrás do murundu
levai este menino
pra comer angu. ”

“Nana, neném
que a cuca vem pegar
papai tá na roça
mamãe foi cozinhar.”

“Dorme filhinho,
dorme meu amor,
que a faca que corta
dá talho sem dor.”

“Não chore, meu menino,
não chore, meu amor
que a faca que corta
dá golpes sem dor. ”

“O menino tem soninho,
e o seu sono não quer vir
venham os anjinhos do céu
ajudá-lo a dormir. ”

“Sra Santana
Senhor São Joaquim
acalentai esse menino
que o sono não quer “vim”.”

“Estava Maria
na beira do rio
lavando os paninhos
do seu bento filho.
A Sra lavava
São José estendia,
o Menino chorava
do frio que fazia.”

“Embala, José, embala
que a Sra logo vem
foi lavar um cueirinho
no riacho de Belém.”

“Maria e José
vão para Belém
levando o Menino
que eles querem bem.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *